Fale Conosco
(11) 3205-4341

[email protected]

Aconselhamento

“A vida que não é analisada não vale a pena ser vivida”

Sócrates

 

Ao longo de seu desenvolvimento o homem busca encaixar-se num limiar estreito de conduta ditada pelas normas sociais de seu grupo ou cultura. Sendo um ser gregário por natureza a necessidade de aprovação e aceitação o faz desenvolver uma “personalidade” que o faça viver em paz com a coletividade, mesmo que o preço deste ajuste seja reprimir a satisfação de algumas de suas necessidades mais íntimas e caras. Relegamos ao fundo do poço uma verdade universal: uma pessoa só pode contar consigo mesma para viver e enfrentar o mundo, e o relacionamento verdadeiro só acontece quando cada um assume a responsabilidade por si mesmo. A psicologia passou por um processo de maturação a partir de Freud com sua visão mecanicista, onde a doença ou desequilíbrio tinha uma causa e seu respectivo efeito, tirando da pessoa a responsabilidade pela sua “cura” e foi evoluindo com o surgimento de vários pensadores, dentre eles Jung, que derrubaram este conceito e valorizaram a responsabilidade e liberdade da pessoa.

A eficiência do aconselhamento depende da compreensão que se tem do ser humano e do respeito à individualidade de cada um. Geralmente a pessoa que procura um aconselhamento tem um problema de personalidade por não conseguir ser ela mesma. Todo si mesmo é diferente de outro si mesmo e da aceitação desta singularidade depende nossa saúde mental. É esta singularidade que os aconselhadores buscam preservar. A função do aconselhador é ajudar o aconselhando a seguir o que destino pretendia que ele fosse. É retomar o caminho original. Os erros da vida ocorrem quando o indivíduo tenta representar um papel que não é o seu.

No aconselhamento buscamos restaurar o senso de responsabilidade pessoal, pois somente assumindo esta responsabilidade podemos ter a liberdade de escolher o nosso próprio destino. De posse desta liberdade abre-se um leque de possibilidades criativas onde nasce a obra original de cada um. O desafio no aconselhamento é buscar o equilíbrio entre as escolhas íntimas e pessoais do indivíduo dentro da constelação social a que pertence, pois ninguém pode separar-se de seu grupo social, fazendo com que as margens do limiar estreito se ampliem numa contribuição criativa ao coletivo.

 

Olhar Interior é um consultório especializado na prestação de serviços em Psicologia Clínica, Aconselhamento Psicológico, Atendimento a Adolescentes e Adultos.